Histórias vividas na edição anterior ficam marcadas na História da 25ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo

10
1772
Narração de história - Bienal Internacional do Livro SP 2016

Visitantes da edição de 2016 contaram sua experiência através de e-mail

Levanta a mão quem não aguenta mais esperar o dia 03 chegar! A notícia boa é que é depois de amanhã, mas, para matar um pouco da saudade, pedimos aos visitantes da edição anterior que contassem os melhores momentos da Bienal Internacional do Livro de São Paulo 2016.

Em apenas dois dias, contabilizamos mais de 210 relatos deixando a redação de olhos marejados e coração transbordando emoção. No post de hoje selecionamos três histórias que, com suas particularidades, mostram a essência do público visitante:

Na Bienal do Livro SP de 2016, pude realizar o sonho do meu sobrinho de conhecer, abraçar e conversar com a YouTuber Bibi. Foi uma emoção muito grande tanto para ele quanto para mim, já que eu pude conhecer a Ana de Cesaro que, além de YouTuber, era também escritora. E devido às grandes emoções vividas neste dia, eu passei mal e descobri que estava grávida da minha primeira filha. Portanto nunca esquecerei essa Bienal do Livro SP.

Um nova vida

Um nova vida

Por Ana Paty Santos

Na última Bienal do Livro SP fui com minha mãe, uma senhora que estava com 67 anos na época. Confesso que eu estava preocupada com toda aquela "muvuca". Levar minha mãe e ela se cansar ou ficar esperando muito tempo nas filas. Eu sou super cuidadosa com ela. Mas o que me surpreendeu foi a forma como fomos tratadas em todas as editoras que visitamos, todos super atenciosos. Minha mãe não esperou quase nada nas filas e as pessoas a tratavam com tanto carinho. Isso cativa muito, e faz a gente querer voltar sempre. Ah, conversamos com vários autores. Um deles: o Ziraldo, no qual minha mãe nem ficou na fila e já foi logo sendo atendida. Este ano vou levar minha mãe de novo.

Para todas as idades

Para todas as idades

Por Fabiana Farias

A Bienal do Livro SP 2016 foi inesquecível para o Ler Imaginar – blog literário -. Entrevistamos vários dos autores internacionais como Ava Dellaria, Jennifer Niven, Becky Albertalli, J. Sterling e Tarryn Fisher, e compartilhamos muitos bons momentos com a equipe do Ler Imaginar composta por Yasmin, Leilane, Karina e Gláuce - além de nossos amigos de muitas Bienais (Juliana, Rebecca e Luiz). A Bienal do Livro SP 2016 se tornou ainda mais marcante, pois foi a última Bienal da criadora do Ler Imaginar, Yasmin Albuquerque, que em maio de 2018, aos 23 anos, faleceu depois de uma longa luta decorrente de efeitos colaterais de remédios pós-transplante de medula óssea. Ela amava livros, por meio deles ela superou muitas das adversidades dos longos tratamentos contra câncer, e amava a Bienal, desejava muito estar nesta de 2018 e em muitas outras, por isso, para nós, o universo de blogs literários nunca mais será o mesmo sem ela, de modo que gostaríamos de deixar a Bienal de 2016 in memoriam de Yasmin Albuquerque que foi uma grande leitora e fã desse evento, além de amiga muito querida e muito amada por seus familiares.

In memoriam de Yasmin Albuquerque

In memoriam de Yasmin Albuquerque

Por Leilane Garcia

Por diferentes motivos, dá pra sentir que a visita ficou marcada na história dessas pessoas. Como tem coisa linda que não acaba mais, utilizaremos mais relatos em outros momentos. Acompanhe as publicações.

Sexta-feira, 03, está chegando e a 25ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo promete ser inspiradora escrevendo diversas novas histórias.

Por aqui, faremos uma cobertura totalmente #DescobrindoaBienaldoLivroSP. Utilize a hashtag você também!

Você já garantiu seu ingresso? A venda antecipada ocorre pelo site oficial que você pode comprar clicando aqui ou ir em um dos postos de venda autorizados.

10 Comentários

  1. Oi Dani,
    Boa tarde
    gostaria de saber se vocês vão reunir todas as história de experiência Bienal, pois eu envie ia minha e gostaria de saber onde vai constar ou como posso ver o sumário de todas.
    obrigada
    um abraço

    • Oi Thelma, boa tarde. Nós recebemos sua história sim, inclusive concordo que ninguém nasce escritor ou escritora, mas sim revela o que já nasceu para ser. 😉 A próxima publicação sobre o assunto está marcada para essa quarta-feira, dia 08. Depois disso, continuaremos a conversa sempre publicando o que vocês compartilharam com a gente. Não perca, viu?

    • Oi Genha, tudo bem contigo? A próxima publicação sobre as histórias está prevista para quarta-feira, dia 08. Além dessa, continuaremos as divulgações no pós evento. Continue nos acompanhando. 😀

  2. Gostaria de ler todas as histórias registradas com relação às experiências anteriores na Bienal…também enviei a minha, mas não consigo visualizar.
    Grata-glafira

    • Oi Glafira, tudo bem? Nós recebemos mais de 200 histórias em apenas 24 horas e continuamos recebendo até hoje. Muito legal, né? Selecionamos três delas para essa primeira publicação, na quarta-feira faremos outra, além das publicações após a cobertura. Continue nos acompanhando para ver as próximas histórias. 😀

  3. Em 2016, como em todas as bienais anteriores, tive o prazer de viajar nas prateleiras do espaço como entrando em um castelo imaginário onde realidades acontecem. A Bienal oportuniza conhecermos todas as novidades dessa área bastando sair de um stande e entrando no outro. Muita diversidade no mesmo espaço e possibilidades de construção de Networking, ampliação de conhecimento, possibilidades de trocas e novidades em primeira mão. A Bienal deveria ser ” anual”. Venham todos construir o saber, a cultura e envolver-se neste mundo enaltecedor.

    • Nossa, Izulena, eu também acho que deveria ser a “Anual” do livro! Aqui é encantador, um ambiente quase mágico. Obrigada pela sua mensagem, fiquei muito feliz. ♥

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here